SA+
GPA Venda Ativos Especialistas Opnião

O que vai acontecer com o GPA caso o planejado pelo Casino entre em vigor?

POR Reportagem SA+ Conteúdo

EM 03/07/2023


Foto: Divulgação

Na última segunda (26/06), o grupo Casino anunciou que pretende vender suas ações do GPA , uma decisão que parte do plano para reduzir dívidas e aumentar a rentabilidade. Com este cenário em vista, especialistas especulam sobre os possíveis acontecimentos que poderão ocorrer como consequência dessa venda.

[noticiasRelacionadas]

Para Wagner Moraes, CEO da A&S Partners e especialista em varejo, os impactos poderão ser sentidos pelo varejista alimentar e seus concorrentes como, por exemplo, o Carrefour. Ele também afirma que existem diversos cenários possíveis, dentre eles a possibilidade das ações serem compradas por outro grupo fora do território nacional pela sua alta capilaridade que abrange marcas como Pão de Açúcar, Minuto Pão de Açúcar, Mini Extra e Mercado Extra.

Outro cenário possível de acordo com o CEO seria se o GPA se tornasse alvo de uma OPA (oferta pública de aquisição) por parte de seus acionistas minoritários com o intuito de assumir um maior controle da empresa e definir estratégias sobre os desafios enfrentados no setor. 

O especialista ainda salienta sobre a alternativa do empresário Abílio Diniz voltar a assumir o controle da empresa. “O Cassino detém 40,9% das ações ordinárias do GPA, enquanto 59% estão em circulação no mercado (free float). Abilio e família travaram uma forte batalha há uma década com o CEO do Cassino Jean-Charles Naouri para seguir à frente do GPA, porém perderam e acabaram saindo do Grupo”, explica.

Contudo, Wagner conclui que o futuro do GPA irá depender das estratégias que o comprador adotar para gerir o negócio e do nível de autonomia e independência que serão concedidos para a gestão do grupo.

Já para Douglas Duek, especialista em reestruturação de empresas e CEO da Quist Investimentos, tal movimentação não afetará o GPA, pois o mesmo está em processo de reestruturação desde o ano passado. “O Pão de Açúcar é um ativo do Grupo Casino e o dono decidiu vender, isso não muda nada. Neste sentido, os concorrentes diretos não podem comprar, mas a compra pode ser efetuada por fundos e outros grupos, como o próprio Casino, ou seja, qualquer grupo de varejo é potencial comprador desses ativos”, diz.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA+ Ecossistema de Varejo? Então nos siga nas redes sociais:    LinkedIn,    Instagram    e    Facebook 

COMPARTILHAR
TAGS:GPA, Venda, Ativos, Especialistas, Opnião
COMPARTILHAR:

Ícone Notícias relacionadas

GPA eleva vendas em 25% no e-commerceGestão e negócios

GPA eleva vendas em 25% no e-commerce

GPAGestão e negócios

GPA e Cencosud negam operação de compra de ações detidas pelo Casino

Supermercados premium movimentam R$ 50 bilhões em alimentos e bebidas em apenas um mercado do PaísExpansão

Supermercados premium movimentam R$ 50 bilhões em alimentos e bebidas em apenas um mercado do País

Cencosud pode adquirir fatia do Casino no GPAGestão e negócios

Cencosud pode adquirir fatia do Casino no GPA

Comentários

Ícone Envie seu comentário

Ícone Siga-nos

Logo SACONTATO@SAMAISVAREJO.COM.BR
instagramfacebook4linkedin
Logo Cinva

© Somos uma marca do CINVA (CENTRO DE INTELIGENCIA E NEGOCIOS DO VAREJO - CINVA LTDA). © 2023 SA+ Ecossistema de Varejo. Todos os direitos Reservados