SA+
Organis Panorama do Consumo de Orgânicos no Brasil 2023 Orgânicos Pesquisa

Consumo de orgânicos cresce, porém preço é um dos maiores impeditivos

POR Reportagem SA+ Conteúdo

EM 17/11/2023


Foto: Adobe Stock

A consciência e a busca pelo bem-estar são alguns dos fatores que levaram o número de consumidores de orgânicos crescer 16% no Brasil, alcançando 36%

Contudo, mais da metade das pessoas (54%) que se declararam consumidores usuais apontaram o fator preço como o principal impeditivo para a aquisição e baixa frequência no consumo. Desses, 43% declaram que estar muito dispostos a aumentar o consumo.

[noticiasRelacionadas]

Os dados compõem o Panorama do Consumo de Orgânicos no Brasil 2023 , pesquisa bianual organizada pela Organis e reconhecida como material de consulta pelo Ministério da Agricultura e Pecuária. A pesquisa foi realizada entre 19 de abril e 10 de maio de 2023, com 1,4 mil pessoas, entre consumidores e não-consumidores de produtos orgânicos de diversos municípios do país. 

De acordo com o levantamento, a maioria dos consumidores de orgânicos considera que existem boas razões para os preços mais elevados e acham razoável pagar em torno de 20% a mais pelos produtos, em relação aos convencionais.

“Com a popularização desses itens, a tendência é que os preços se tornem mais atraentes e mais empresas e produtores entrem nesse circuito”, argumenta Cobi Cruz, diretor-executivo da Organis. “Com o aumento da escala, os custos são diluídos, alimentando um círculo virtuoso que o setor precisa aproveitar investindo em inovação, design e, sobretudo, presença e comunicação sobre o valor que essa cadeia entrega ao meio ambiente e a saúde humana”. 

Ainda segundo Cruz, a pandemia foi uma das influenciadoras para o aumento de consumo desses itens, pois as pessoas passaram a prestar mais atenção na qualidade dos ingredientes e refeições.

“Mas, mesmo com a flexibilização da quarentena, esse consumo cresceu. Os números comprovam que, ao voltar à rotina anterior, as pessoas mantiveram o consumo de orgânicos. É o avanço constante do que definimos como Atmosfera Orgânica, que concentra nossa visão de que a sustentabilidade é a melhor opção para os negócios do futuro, talvez a única”, afirma Cruz.

Entre os não-consumidores de orgânicos, 13% disseram estar muito dispostos a passar a consumir. Já em relação às marcas mais citadas estão Terra Livre, Mãe Terra, Korin, Coopernatural, Native e Flormel.

Os entrevistados relataram dificuldade em achar produtos que se enquadrem na categoria, entretanto, de 2021 para 2023 houve uma melhora significativa. Com isso em mente, uma das principais metas da Organis é ampliar a presença dos produtos orgânicos no “comércio tradicional”, como em supermercados e outros PDV’s.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA+ Ecossistema de Varejo? Então nos siga nas redes sociais:      LinkedIn,       Instagram      e       Facebook

COMPARTILHAR
TAGS:Organis, Panorama do Consumo de Orgânicos no Brasil 2023, Orgânicos, Pesquisa
COMPARTILHAR:

Ícone Notícias relacionadas

Adobe Stock - mulher biscoitosCPM

Cerca de 60% dos consumidores têm como principal varejista alguma bandeira do formato supermercado ou hipermercado

Adobe StockPesquisa

Preço da cesta básica dispara em quatro capitais e Rio de Janeiro lidera com alta de 6,5%

Adobe Stock - Nota fiscalBnex

Faturamento com clientes não fidelizados tem queda de 9,5% em abril

Ovos - Adobe StockMantiqueira Brasil

Varejo pode aumentar em 50% as vendas de ovos com estratégia de check stand

Comentários

Ícone Envie seu comentário

Ícone Siga-nos

Logo SAFALECONOSCO@SAINTELIGENCIADEVAREJO.COM.BR
instagramfacebook4linkedin
Logo Cinva

© Somos uma marca do CINVA (CENTRO DE INTELIGENCIA E NEGOCIOS DO VAREJO - CINVA LTDA). © 2023 SA+ Ecossistema de Varejo. Todos os direitos Reservados